Seguros de viagem

Economize até 50%

 

Guia de viagem para Malta

Viagem para Malta

 

Por que escolher passar ferias em Malta?

Não existe um único motivo para eleger viajar para malta como seu destino de descanso. Malta, um dos estados da Europa de menor superfície com somente 316 quilômetros quadrados de extensão, oferece diversas razões que agradam e apaixonam aos turistas.

Mesmo sendo um território pequeno, você terá muito para fazer turismo em Malta. Poderá desfrutar praias de águas azuis e cristalinas, descansar na areia, visitar prédios e lugares históricos e até curtir a noite com bares e boates. O país, localizado entre o sul da Itália e a Tunísia, é um pequeno arquipélago composto por três ilhas: Malta, Comino e Gozo. Embora sejam parecidas, cada uma tem passeios e lugares diferentes para percorrer.


Um dos motivos mais importantes na hora de visitar este país é que possui uma história muito rica, que começa no ano 5.200 antes de Cristo. O território foi dominado por fenícios, romanos, bizantinos, árabes, franceses e ingleses. Todas essas civilizações deixaram rastros nos prédios e monumentos assim como na cultura maltesa.

 

Seguro viagem ao melhor preço

Seguro viagem internacional

Viaje pelo mundo protegido com as apólices de seguro de viagem internacional das melhores seguradoras. Cotação on-line e obtenha o melhor preço.




*preço diário por pessoa, baseado em ocupação dupla. As taxas podem variar de acordo com o preço diário do dólar.


Planos desde:


  $R5 por día*


COTAÇÃO

 

Requisitos para viajar a Malta desde o Brasil como turista

Está decidido a fazer uma viagem para Malta para passar suas férias lá? Então confira quais são os documentos necessários para os brasileiros que queiram ingressar ao território maltês e ficar durante 90 dias:

 

- Passaporte válido. O documento deve ter uma data de expiração de até seis meses após a entrada no país.

- Seguro de viagem. Devido a que Malta faz parte do Tratado Schengen, os turistas que ingressem deverão contar com uma assistência de saúde com uma cobertura mínima de EUR 30 mil.

- Certificado de vacinação internacional contra a febre amarela. Malta pede que o turista conte com este documento. Lembre-se que deverá se vacinar pelo menos 10 dias antes da data da viagem.

- Passagem de volta ao Brasil ou ao local de residência. Para provar que não tem intenção de ficar no país.

- Comprovante de alojamento. Tíquete de reserva ou pagamento de hotel ou, caso for ficar na casa de um parente ou amigo, carta convite onde conste o endereço da pessoa que mora em Malta. Se for um brasileiro, deverá estar estabelecido de forma legal.

-  Comprovantes financeiros. Poderá apresentar dinheiro em espécie, cartões de credito internacionais ou qualquer documento que prove que tem os médios econômicos suficientes para se sustentar durante sua viagem para Malta.


Quanto custa uma viagem para Malta

Quanto custa uma viagem para Malta?

Quer saber quanto deve calcular para seu orçamento no arquipélago? Veja alguns preços para se orientar:

 

-  Hospedagem, Onde ficar em Malta?

Felizmente existem opções que se adaptam a diferentes bolsos. Caso tiver pouca disponibilidade de dinheiro e não se importar com compartilhar o quarto, poderá conseguir hostels por EUR 20 diários.

Uma escolha muito em conta são os Bed & Breakfast ou Guests House, que são habituais no país. Trata-se de casas particulares onde os donos alugam quartos e oferecem áreas de uso comum, como piscinas ou jardins. O custo médio é de EUR 50 a diária. É bom conferir que sirvam café da manha, para evitar um gasto extra.

Por outro lado, um hotel de 3 estrelas custa entre EUR 80 e EUR 150 por dia em quarto de casal, dependendo da localização, da época do ano e dos serviços oferecidos. Também existem hotéis de maior categoria, com valores acima de EUR 200 a diária.

 

- Alimentação

Igual que acontece com o alojamento, comer em Malta pode ser barato ou caro, dependendo do orçamento de cada viajante.

Caso ficar no almoço o janta simples de influencia italiana, como pizzas, massas ou risotos, gastará ao redor de EUR 10 por refeição. Se preferir comer alguma coisa diferente, como carnes ou frutos do mar, ou em algum lugar mais chique, saiba que deverá investir mais de EUR 20.

Uma boa dica é comer nas padarias ou botecos onde vendem salgadinhos de verdura ou ricota, chamados pastizzi. São muito econômicos, já que custam EUR 0,50 e tiram a fome enquanto você percorre as ilhas.

 

Victoria, Malta

 

- Transporte

Dado que é um território pequeno, não há muitos transportes públicos dentro das ilhas de Malta. O único que existe é o ônibus. A passagem sai por EUR 2 no verão e por EUR 1,5 durante o inverno, e é válida por duas horas, nas quais você poderá viajar varias vezes sem pagar de novo.

O bilhete se compra com dinheiro em espécie ao motorista, porém se tem pensado viajar a Malta e ficar ao menos 6 dias, recomendamos adquirir o cartão Tallinja Card Explore, que custa EUR 21 e permite viagens ilimitadas por 7 dias.

Para se trasladar do aeroporto até seu hotel, é possível ir de ônibus, mas caso preferir um pouco mais de conforto, um transfer privativo custa ao redor de EUR 35.

Por outro lado, para ir de uma ilha à outra, é preciso pegar um barco. A balsa que vai desde a ilha de Malta para a de Gozo custa EUR 4,65 por pessoas. A passagem de retorno é de graça. Ótima notícia, não é?

O navio que faz o percurso desde Malta até Comino sai por EUR 10, e a volta custa o mesmo preço. Estes bilhetes não precisam ser comprados com antecedência, basta com chegar uns minutinhos antes no porto para adquiri-los.

Finalmente, se preferir alugar um carro na sua viagem para Malta, calcule que gastará por dia uns EUR 40, além de gasolina e estacionamento.

 

- Passeios

O país é reconhecido mundialmente por seus enormes templos de pedra, feitos de rochas calcárias. São construções que se originaram no período Neolítico, nos anos 5500 e 4500 antes de Cristo. Também possui tumbas, catacumbas e vilas romanas. Se existir uma coisa na qual não recomendamos economizar é nos passeios.

Os ingressos aos templos Hagar Quim, Tarxien, Skorba ou Mnajdra custam ao redor de EUR 10. Existem entradas um pouco mais cara, como aquela que permite o acesso ao templo Hal Saflieni Hypogeum, que sai por EUR 35.

Caso gostar dos museus, o ingresso ao museu de história natural, ao de arqueologia e ao de guerra custam EUR 10 cada um. É bom saber que em alguns passeios as crianças, os estudantes e os idosos pagam tarifas reduzidas ou entram de graça.

 

Costa, Malta

 

Moeda, clima, transporte... O que deve saber antes de viajar a Malta?

Confira as principais dicas para desfrutar sua viagem para Malta ao máximo:

 

- Moeda: A divisa oficial de Malta é o Euro. Por este motivo é sempre recomendável que troque euros antes de viajar, pois o câmbio do real para esta moeda lá pode não ser favorável.

Para quem não gosta de andar com dinheiro em espécie no bolso, existem caixas eletrônicos em diversos pontos para que possa efetuar saques.

- Idioma. As línguas oficiais são o maltês e o inglês. Mesmo que fale este último idioma, é muito difícil de entender, pois o sotaque dos malteses é muito fechado e tem influências árabes. O italiano também é muito falado em Malta, pela sua proximidade com a Itália.

- Tomadas. Não se esqueça de levar um adaptador, pois as tomadas maltesas seguem o padrão inglês. Evite problemas na hora de carregar seu celular ou computador.

- Transporte. Infelizmente não existem voos diretos do Brasil para Malta, então você terá obrigatoriamente que pegar um avião em alguma outra cidade europeia, como Paris, Roma ou Madri.

- Dirigir em Malta. Assim como as tomadas, a mão para dirigir em Malta é inglesa. Então antes de alugar um carro, tenha em conta este detalhe, pois às vezes pode resultar complicado, principalmente nas ruas estreitas.

- Clima. Para quem ama a praias de Malta, a melhor época para viajar para Malta é entre junho e setembro, pois poderá curtir o sol e os eventos e festivais de verão. Claro que também haverá mais pessoas e os preços serão mais caros.

- Quanto tempo ficar. O recomendável para uma viagem a Malta é ficar entre 5 e 7 dias. Assim poderá descansar nas suas belas praias e percorrer os diferentes monumentos e sítios históricos sem pressa, desfrutando de cada paisagem.

- Segurança. Podemos dizer que Malta é um país muito seguro. Claro que é melhor evitar andar em ruas solitárias à noite, ou colocar o celular ou carteira no bolso.

 

Malta

 

Onde se hospedar na Malta?

Escolher pode ser difícil, mas, caso for sem carro, recomendamos que se hospede em Sliema, na ilha de Malta. Achamos uma ótima opção pois desde lá poderá pegar o ônibus turístico e fazer passeios de barco, além de ter diferentes restaurantes e hotéis para todos os bolsos.

Se gostar da vida noturna, achamos que St. Julian’s será do seu agrado, pois oferece bares e boates agitados, onde jovens de diversas nacionalidades curtem a noite.

 

Já se preferir os lugares históricos, Valetta será uma melhor escolha. Considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO, tem museus, catedrais, templos e também restaurantes e bares ao ar livre.

 

Praias de Malta

 

Melhores praias e lugares para visitar na Malta

Armier Bay, Malta

Localizada no norte de Malta, tem águas turquesa e areias muito brancas e é um mirador perfeito para a ilha de Comino. Um lugar tranquilo para se relaxar longe dos turistas.

 

Marsaxlokk, Malta

Uma vila de pescadores muito charmosa, cheia de embarcações de diversas cores. Nos domingos lá acontece o Sunday Fish Market, onde poderá comer peixe recém-tirado do mar.

 

Blue Lagoon, Comino

Uma das melhores praias da ilha, já que possui águas cristalinas e é muito agradável para tomar banho. A desvantagem é que geralmente está lotada e é difícil achar um espaço para ficar tranquilo.

 

Blue Grotto, Malta

Recomendamos muito este passeio. É uma gruta localizada perto de uma área de costas rochosas e com cavernas de formação natural. Dura ao redor de 25 minutos e custa EUR 8.

 

Marsaxlokk, Malta

 

Seguro de viagem para a Malta, requisito obrigatório

Já está aprontando as malas? Antes de fazer sua viagem para Malta não se esqueça de contratar seu seguro de viagem!  Devido a que o país faz parte do Tratado de Schengen, este é um requerimento mandatório.

A apólice deve ter uma cobertura de pelo menos 30 mil euros, ou seu equivalente em dólares. Caso o turista tiver algum imprevisto, acidente ou doença deve entrar em contato com a seguradora para que lhe indique os locais de atendimento e o procedimento.

 

Precio de seguros de viaje para Europa

Seguro Viagem Europa

Aproveite suas férias ao máximo e viaje por toda a Europa com a proteção do seguro de viagem para Europa. Planos de assistência de viagem com ampla cobertura, ao melhor preço.




*preço diário por pessoa, baseado em ocupação dupla. As taxas podem variar de acordo com o preço diário do dólar.


Planos desde:


  $R4 por día*


COTAÇÃO

 

Viaje com segurança e tranquilidade e evite inconvenientes na hora do ingresso a Malta: lembre-se de contratar um seguro de viagem!

 

Add comment

Security code
Refresh