Viagem para Índia: requisitos, dicas e recomendações

Não há dúvida que viajar para Índia é uma experiência que muitos desejam ter. Este país é, talvez, um dos mais exóticos do mundo. Pensar na Índia é imaginar gente que adora a deuses ancestrais, deuses com cabeça de elefante e muitos braços e uma preciosa perspectiva do Taj Mahal. Acontece que tem outras coisas para ver em este maravilhoso país. Por este motivo, Asseguresuaviagem.com pode ter a melhor assistência para viajar à Índia.

 

Viagem para a Índia

 

Viajar à Índia: muito para fazer e para ver, organize-se antes.

Vamos-lhe dar alguns conselhos interessantes para viajar à Índia. A primeira coisa para entender é que se trata de um país com uma cultura muito diferente à ocidental. Por este motivo, tem que estar precavido diante comportamentos que possam se considerar pouco habituais. Também tem que estar muito atento a uma recomendação: escolher muito bem a data ao viajar à Índia.

 

Quando visitar Índia?

Por que tem que ter cuidado com a data da viagem? Pois acontece que este singular país tem certas condições meteorológicas que devem se ter em conta. Em primeiro lugar, o clima da Índia tem estações bastante definidas. Estas são a cálida, a monçonicas e a fria. Tem que considerar que a estação fria é entre os meses de novembro e fevereiro. Pode-se dizer que é a melhor época para viajar à Índia, principalmente que vai visitar a Índia do Sul.

 

Se alguém viajar na época dos monções, corre-se o risco de ficara varado em algum aeroporto, estação de ônibus ou no hotel assistindo os grandes temporais que caem sobre o país. Por outra parte, na estação cálida, as temperaturas e a umidade do ambiente são pouco agradáveis.

 

Percorrer a Índia: ter em conta o grande tamanho do país

 

Percorrer a Índia: ter em conta o grande tamanho do país

Por outro lado, tem que ter em conta que o país é verdadeiramente enorme. Basta com dizer algumas estadísticas. É o sétimo país maior do mundo, com uma notável extensão de mais de 3.287.263 quilômetros quadrados. Também é a segunda nação mais populosa do mundo com uma totalidade de 1240 milhões de habitantes. É tão grande e peculiar que muitos chamam este lugar do mundo como o “subcontinente índio”. De fato, limita com o Oceano Índico ao sul, com o mar Arábigo ao oeste e com o golfo de Bengala ao leste. É por isto que ao viajar à Índia tem que ter um itinerário bem planificado.

 

Principais cidades da Índia

Já temos dito que a Índia é um país muito populoso. Em conseqüência, seus centros urbanos se perfilam como gigantes aglomerações humanas. De qualquer jeito, tem enormes contrastes. Palácios maravilhosos assim como enormes bairros humildes podem ser vistos. Por outra parte, os critérios dos serviços sanitários são muito diferentes aos do mundo ocidental. Não obstante, são cidades com enormes maravilhas. As mais importantes se mencionam a continuação:

 

Viagem para Índia, visitar Nova Deli é quase obrigatório

 

  • Nova Delhi: é a segunda cidade mais populosa e também é a capital da nação. Um dos sítios inevitáveis ao viajar à Índia. Está situada à beira do rio Yamuna. Trata-se de uma cidade ex-novo criada em 1911 por um grupo de arquitetos britânicos. Tem muitos e notáveis lugares de interesse. É bastante segura e conta com um aeroporto internacional, por ser sede dos poderes públicos. Alguns sítios interessantes para ver em este lugar citadino são: Qutab Minar, o túmulo de Humayun e o memoral de Mahatma Gandhi.

 

  • Mumbai: é a cidade portuária mais importante do país. Encontra-se na costa do Mar Arábigo. Uma cidade bastante cosmopolita, onde se falam e se entrecruzam até mais de 200 dialetos, e o mais comum é o maratí. Também é um sítio onde se misturam diversas religiões entre as que podem se mencionar: budistas, cristianos, jainitas, parsis y sikhs. Alguns sítios interessantes em Mumbai são: o Monumento da Porta da Índia, o Bairro do Forte, as Torres do Silêncio, a Ilha Elefanta e o Museu Príncipe de Gales.

 

  • Pune: trata-se da maior urbe de Maharashtra. Encontra-se relativamente perto de Mumbai. Alberga vários sítios de grande interesse para o país, tales como a Caverna de Karla, Haniwar Wada, o Palácio Panchaleshvara, o Palácio do Aga Khan ou o monumento Shinde Chhatri.

 

Viajar para a Índia, Visitar Pune

 

  • Hyderabad: uma das mais belas cidades no território da Índia. É conhecida com o particular apelativo de “cidade das perlas”. Um destino imperdível ao viajar à Índia. Possui o maior jardim botânico de toda a Índia, por isso é um sítio onde pode se apreciar toda a beleza botânica de este grande país.

 

  • Agra: um lugar citadino localizado nas margens do rio Yamuna. É um dos lugares turísticos da Índia por excelência, sobretudo porque alberga as instalações do magnífico Taj Mahal. A simples beleza deste prédio faz que valha a pena ir a este lugar. Porém, existem outros monumentos de interesse como o Fatehpur Sikri, o Agra Fort, Chini Ka Roza, entre outros.

 

  • Chennai: singular cidade que é famosa em todo o mundo por contar com antigas sinagogas. Também possui excelentes praias. Ao viajar à Índia, em este lugar se tem uma experiência diferente.

 

Viagem para a Índia, visitar Chennai

 

  • Delhi: outro dos sítios turísticos da Índia. Uma mistura entre a história, a tradição e a modernidade. Em esta cidade podem se apreciar grandes arranha-céus até prédios e palácios antigos. Um excelente lugar para apreciar a cultura hindu ao longo dos séculos.

 

Esta é apenas uma breve seleção das muitas urbes que tem que conhecer ao viajar à Índia. Tem que desenhar um itinerário e percorrer os centros urbanos com melhores condições para os turistas.

 

 

Que deve ter em conta ao viajar à Índia: religião

A Índia é o berço de quatro das religiões mais importantes do mundo: hinduísmo, budismo, jainismo e sijismo. Para ser honestos, tem um enorme conglomerado religioso em este país. Embora o hinduísmo seja o preponderante, este sistema de crenças só está espalhado entre as cidades mais importantes. O resto do país se debate entre diversos sistemas teológicos.

A isto se adiciona que é o terceiro país do mundo com maior quantidade de muçulmanos. Por este motivo, tem que estar atento para não cometer faltas de educação em estes sistemas religiosos. De qualquer jeito, não é uma nação homogênea desde o ponto de vista religioso. Esta é uma das coisas que mais surpreende ao viajar à Índia.

 

Dicas para viajar para a Índia

 

Costumes e cultura

Antes de viajar à Índia, tem que ter noção do tipo de cultura em este país. Não é um país do extremo oriente, mais também não é do oriente próximo. E, além de isto, tem que considerar que não é ocidental em absoluto. Alguns conselhos ao realizar e viajar à Índia são os seguintes:

 

  • Ter cuidado ao pedir comida. O picante é muito picante. Se alguém dizer que algo é picante, deve ser picante demais. O chamado pimentão vermelho da Índia é muito forte, se não se está acostumado, melhor não ingeri-lo.

 

  • Ter paciência nos lugares de atenção ao público. O costume ocidental de fazer fila e respeitar a ordem de chegada não existe na Índia. Assim que simplesmente deve se abrir passo e entrar como puder onde você precisar.

 

  • Os nativos da Índia ficam olhando de frente, de muito perto, aos estrangeiros. O pudor ocidental não está para nada presente. Não estranhe que fiquem olhando cara a cara, chegando a tocar às pessoas. Também gostam de tirar fotos aos turistas. Por que fazem isto? Porque acham a gente forânea esquisita e exótica.

 

  • Cuidado com as roupas. Isto se aplica sobre tudo nas mulheres. O melhor é não mostrar os ombros nem as pernas por cima dos joelhos. É melhor evitar os decotes. Podem acarretar desentendimentos e situações incômodas.

 

  • O melhor é beber sempre água engarrafada. Os hindus estão acostumados a se alimentar e beber água de uma forma muito diferente a o mundo ocidental. Se um turista se descuidar, pode passar muitos dias com dor de estômago por não ter em conta esta recomendação.

 

Ao viajar para a Índia, você deve saber que as vacas são animais sagrados

 

  • Uma das coisas que chamam a atenção ao viajar à Índia é que toda classe de animais circula pelas cidades. Sobretudo as vacas, que são animais sagrados. Também é fácil encontrar monos e roedores sem que isso incomode as pessoas. As vacas deixam seus excrementos nas ruas. Aos hindus isso não lhes gera incomodidade, mas os ocidentais não estão tão acostumados.

 

  • O país, em termos gerais, é barulhento. Nas ruas as pessoas gritam e tem muita correria. Nos lugares de comida todos falam e o tráfego é pesado, com muito barulho de buzinas.

 

  • Os vendedores ambulantes são insistentes. Se um turista fica olhando para eles, o seguem, lhe falam e fazem o que for preciso para lhe vender algo.

 

  • Na Índia não se usa papel higiênico. Os banheiros têm uma mangueira com água. Por isso, é melhor levar papel sanitário por conta própria.

 

  • A moeda do país é a rupia. É bom procurá-la pela internet e se familiarizar com ela antes de viajar à Índia.

 

Temos lhe dado algumas considerações práticas para quem deseja viajar à Índia. É questão de se acostumar e passar bem o momento. É outra cultura, outra forma de ser. Simplesmente tem que se adaptar e desfrutar das maravilhas de este grande país. 

 

Que lugares ver e visitar na Índia?

Ao viajar à Índia tem que ter em conta que o país é na verdade enorme. É ingênuo pretender o conhecer todo em somente umas semanas. Por isso, tem que escolher os sítios de antemão. Caso se desejem conhecer mais lugares, então o melhor é planificar varias visitas a esta nação. Por este motivo, damos algumas recomendações de sítios para conhecer:

 

Que lugares ver e visitar na Índia? o Templo Dourado de Amritsar

 

  • Visitar o Templo Dourado de Amritsar

É um prédio que serve para o culto da religião sij. Tem quatro entradas que simbolizam a abertura religiosa. Construído no século XVI, é uma verdadeira maravilha que vale a pena contemplar.

 

  • Visitar a Velha Delhi

Outra questão que todo turista deve levar a cabo ao viajar à Índia. Trata-se de uma sorte de cidadela amuralhada, que representa o núcleo histórico e fundacional da atual urbe. Chegasse a converter em um baluarte militar para frear o império mongol. Em seu interior alberga o grande mercado Chandni Chowk e a mesquita Jama Masjid.

 

  • Ir ao Taj Mahal

Uma das questões imprescindíveis ao viajar à Índia. Está situado na cidade de Agra, sendo um mausoléu à beira do rio Yamuna. Sua construção foi no ano 1632 e é considerado como uma das Sete Maravilhas Modernas da Humanidade.

 

  • Conhecer Varanasi

Trata-se do grande epicentro religioso do país. É uma localidade localizada à beira do rio Ganges. Nas suas margens estão os famosos degraus chamados “ghats”, pelos      quais descem as pessoas até se banhar nas águas da corrente sagrada, a qual é considerada bendita.

 

Dicas de viagem para a India ver os tigres de bengala

 

  • Ver os tigres de Bengala

Trata-se de uma das grandes atrações de esta parte do mundo. Tem muitos parques nacionais na Índia com exemplares de estes animais. Não obstante, é no parque Ranthambore, em Rajastão, onde tem muita quantidade dos mesmos e podem ser visitados ao viajar à Índia.

 

  • Desfrutar das Praias de Goa

Não tudo são templos, exotismo e uma cultura peculiar. Ao viajar à Índia também pode se desfrutar de excelentes praias. As praias de Goa são um verdadeiro paraíso, adaptado aos turistas internacionais.

 

Temos dado alguns exemplos de lugares para conhecer em este grande país. Trata-se de lugares maravilhosos, cheios de contrastes. Vale a pena percorrê-los e manter na mente a lembrança dos mesmos. Conhecer a Índia é uma experiência genial!

 

Pendentes de transportes internos e hospedagens

Uma vez que as pessoas estão no território da Índia, é importante que conheçam sobre os médios de transporte em esse país. A razão? Como temos dito, o país tem uma extensão considerável. Além disso, tem que considerar que dentro dos sítios e cidades tem várias formas de se movimentar.

 

Dicas de viagem para a Índia, é importante que conheçam sobre os médios de transporte

 

  • Os trens: é a forma mais habitual e segura de ir entre cidades ao viajar à Índia. As estradas de carro não são muito recomendáveis. Por este motivo, o melhor é fazer os traslados interurbanos sobre as trilhas. Tem que ter em conta que se podem obter cadeiras nas classes altas e também nos mais baratos, onde não têm poltronas e a gente se aglomera. Inclusive, tem pessoas que viajam nos tetos dos vagões.

 

  • Os ônibus locais: existe uma grande quantidade nas cidades, o assunto é saber quais de estes transportes pegar, pois as pessoas na Índias têm um sistema de identificação do transporte público baseado na intuição, o costume de conhecer o motorista e outras formas que são um pouco complicados para os turistas. Por isto, o melhor é não pegá-los na rua, senão nas terminais e consultar bem o percurso. Custam 30 rupias.

 

  • O Tuctuc: ao viajar à Índia, este resulta um dos mais peculiares modos de locomoção. Trata-se de um veiculo triciclo motorizado que permite levar passageiros. Eles estão em quase toda partes, mas são um pouco lentos. Custam umas 50 rupias e podem ser privados ou coletivos. Os motoristas dos tuctuc costumam abordar aos turistas para lhes oferecer traslados a diversos lugares.

 

  • O Rickshaw: finalmente temos esta versão to Tuctuc sem motor. Em este caso, o condutor deve pedalar. É um modo de transporte habitual em zonas rurais e distantes das grandes cidades.

 

Um aspecto a considerar ao momento de viajar à Índia é o relativo às hospedagens

 

Um aspecto a considerar ao momento de viajar à Índia é o relativo às hospedagens. Talvez a primeira opção seja um hotel de várias estrelas. A vantagem de estes estabelecimentos é que estão bastante “ocidentalizados”. São quartos com banheiro privado, vaso, pia, papel higiênico e chuveiro. Quer dizer, aos que as pessoas do mundo ocidental estão acostumadas. Este tipo de lugares aceita perfeitamente pagamento em dólares.

Outra opção são os albergues, pousadas e sítios locais. Estes se pagam em rúpias. Não obstante, tem todos os rasgos da cultura local, sobre tudo no que tem a ver com os serviços sanitários. São bastante econômicos. Não obstante, se for a primeira vez que se faz uma viagem à Índia, não é o mais recomendável. O melhor é optar por serviços de hospedagem incluídos em um pacote de viajantes quando se visita pela primeira vez.

 

Não permite que o enganem! Informe-se de tudo e pergunte várias vezes

Tem que estar precavido ao realizar uma viagem à Índia, porque dá para ver muito em quando você é estrangeiro. Por isso, deve ter em conta que os nativos do país vão tentar-lhe cobrar preços adicionais por qualquer serviço ou venda que façam. Devido a isto, é prudente seguir os conselhos que damos a continuação para viajar à Índia:

 

Tem que estar precavido ao realizar uma viagem à Índia

 

  • Averiguar previamente o preço dos transportes. Para isto, podem se consultar guias por Internet. Igualmente, existem alguns aplicativos interessantes para viajantes à Índia. Não confie nos preços que falem os motoristas do Tuctuc.

 

  • Ter em conta as variações das rupias, que é a moeda local. Lembre-se das frações e as montantes das notas, pois ao ver aos estrangeiros podem pensar que podem os enganar com facilidade e que possuem muito dinheiro, sobre todo em dólares. Leve isto muito em conta ao viajar à Índia.

 

  • Estar muito atento aos preços em museus e sítios de interesse público. É necessário localizar onde se encontra o oficial ticket counter. Tenha em consideração que se cobra um preço para a gente do país e outro aos estrangeiros. A diferença é muito grande: entre 5 e 10 vezes mais caro. Não obstante, assim é a política oficial ao respeito.

 

  • Não aceitar o primeiro preço que oferecem. Esta é uma das normas essenciais ao viajar à Índia. Tem que averiguar e regatear.

 

Um último conselho é sempre perguntar a quem tenha feito esta viagem previamente. Desse jeito, tem-se em conta experiências alheias.

 

Vistos para viajar à Índia

 

Vistos para viajar à Índia: trâmite obrigatório

São vários os requisitos para viajar à Índia. O mais importante é o visto. Todas as pessoas necessitam um visto para a Índia. Existe o chamado Visto de Turista, que tem uma duração de 6 (seis) meses. Desde o ano 2012, pode-se obter de forma online. Este formulário se imprime e se entrega na Embaixada da Índia de Brasília ou no Consulado que fica em São Paulo. A petição deve se acompanhar do passaporte e da taxa correspondente.

 

Tem que aclarar qual é o motivo da visita e ter em conta os diversos tipos de visto que se outorgam: turismo, negócios, trabalho, estudo, investigação, conferência ou trânsito. Todas estas modalidades de visto de expedem para viajar à Índia.

 

 

Segurança, vacinas e precauções

Insistimos em que o melhor é viajar na “época fria”, ou seja, entre novembro e fevereiro. É preferível evitar os monções.

De qualquer jeito, tem que estar atento a certos detalhes. Por exemplo, se uma mulher decide viajar sozinha, então deve estar muito atenta à forma de se vestir. O melhor é copiar a vestimenta da Índia.

Se uma mulher decide viajar à Índia deve se atentar a certos cânones de comportamento. Por outro lado, a figura feminina é muito respeitada em este país, mesmo que tenha um sistema social que brinde maior rango social aos homens.

 

Outra pergunta freqüente é a relativa à comida na Índia. É um assunto delicado! Já temos dito que o picante é extremamente picante em esse país. Porém, o que mais ter que tem em conta é beber água engarrafada. Também é melhor evitar comer muito na rua, principalmente nos postos.

 

Dicas de viagem, Comida é extremamente picante em esse país

 

A verdade é que na Índia não existem cânones de higiene como em ocidente. Embora os organismos da população local estejam habituados a isto, os estrangeiros podem passar muitos dias com dor de estômago se não forem cuidadosos com este assunto.

Finalmente, vamos falar sobre quais vacinas precisa para viajar à Índia. Desde o ponto legal nenhuma vacina é obrigatória. Porém, recomenda-se tomar as seguintes: malária, febre amarela, hepatite A e B, tétanos e raiva. Adicionalmente, é melhor levar uma boa quantidade de spray contra os mosquitos.

 

Seguro de viagem para Índia, indispensável

É momento de falar do seguro de viagem para a Índia. Com este seguro de viagem pode se estar preparado para qualquer contingência. É muito útil contar com um seguro de saúde, já que o ambiente em este país tem condições que podem gestar inconvenientes médicos nas pessoas. Por este motivo, ao viajar à Índia é de grande utilidade contar com cobertura de hospitalização, dental, medicinas, permanência médica em hotel e repatriação sanitária.

 

Que outros aspectos deve abarcar um seguro de viagens à Índia? Recomenda-se contar com cobertura de perda de bagagens e uma boa assistência ao viajante para casos de inconvenientes legais. Tem que levar em conta que é um país com outra língua e uma combinação de uma religião e uma cultura com uma serie de legislações que podem ser complexas de entender. Porém, vale a pena.

 

Anime-se a viajar à Índia. Em Asseguresuaviagem.com pode conseguir essa assistência ao viajante que precisa. É uma aventura que espera por você!

Escribir un comentario

Código de seguridad
Refescar